sábado, janeiro 19, 2008

Proibido se divertir...

... Mas nomear para um Ministerio alguém que está sendo acusado de vários crimes pode!!!

O POLITICULTURA patrocina essa postagem.

Na última quinta feira (17), a 17ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado de Minas Gerais resolveu proibir os jogos Counter Strike e EverQuest. O PROCON de Goiás já começou a apreender os jogos. A decisão é válida em todo o território nacional.

Não sei quem proferiu a decisão, mas os Juízes desta Vara são:

Juiz Federal: Dr. Carlos Alberto Simões de Tomaz e
Juiz Federal Substituto: Dr. Elísio Nascimento Batista Junior.

Motivo: Os jogos são considerados impróprios para o consumo, na medida em que são nocivos à saúde dos consumidores, em ofensa ao disposto nos artigos 6, I, 8, 10 e 39, IV, todos do Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

Tal decisão aparenta mencionar o mapa cs_rio, ambientado em uma favela do Rio de Janeiro, o jogo é descrito como um jogo em que "traficantes do Rio de Janeiro seqüestram e levam para um morro três representantes da Organização das Nações Unidas. A polícia invade o local e é recebida a tiros". O texto ainda afirma, sem citar nomes ou pesquisas, que "na visão de especialistas o jogo ensina técnicas de guerra".

O engraçado é que o jogo está disponível nas prateleiras desde 2000. Só agora alguém o achou nocivo aos consumidores? Além do mais, compra que quer. Acredito que ninguém esteja sendo enganado ao adquirir o produto. E o mapa cs_rio pode ser baixado livremente em sites de download e é de uso opcional do jogador.

A Eletronic Arts, distribuidora do jogo no Brasil, esclareceu que "itens como traficantes, a cidade do Rio de Janeiro, favela, trilha sonora funk e pontuação extra por matar PMS, não fazem parte do jogo original".

Estas modificações, de acordo com a empresa, foram criadas por pessoas que não têm qualquer tipo de ligação ou relacionamento com ambas as empresas e que dispuseram seu download gratuitamente pela internet. A EA aguarda notificação judicial para poder tomar as devidas providências.

Quanto à "EverQuest", de acordo com o texto, o RPG online "leva o jogador ao total desvirtuamento e conflitos psicológicos 'pesados'; pois as tarefas que este recebe, podem ser boas ou más".

Para o Procon/GO, "os jogos violentos ou que tragam a tônica da violência são capazes de formar indivíduos agressivos, sobressaindo evidente que é forte o seu poder de influência sobre o psiquismo, reforçando atitudes agressivas em certos indivíduos e grupos sociais". Ou seja, quase todos. Jogos que influenciam rachas nas ruas, jogos de tiros tem aos quilos "trazendo a tônica da violência", ente ouros. A pirataria também é proibida e a gente vê comendo solta em qualqer esquina. Pois é o grande problema do país: Quem vai fiscalizar???

O mais cômico é que a justiça leva todo esse tempo para proibir os jogos e não tem um argumento convincente para a proibição. Não houve divulgação de nomes ou pesquisas realizadas para os resultados. Parece brincadeira, mas enquanto isso, marginais aguardam julgamento em liberdade, as Varas de Família estão "afogadas" na lentidão do Judiciário, as Varas Cíveis estão caóticas... E os juízes, promotores e PROCON estão preocupados com jogos? Fala muito sério. Quero ver quem vai vir até minha casa retirar meus jogos...

Leia a matéria "quase" na íntegra aqui.

Fonte: O Dia

Tenho Dito!!!

0 comentários:


Blogger Templates by Isnaini Dot Com. Supported by Free Ebooks. Powered by Blogger